Please enable JS

Publicações

CPDH e CAUS fazem vaquinha virtual para reformar Casarão da Tamarineira

12 November /Popular Center of Human Rights / Direito à Moradia , Casarão da Tamarineira

Há 9 anos, um dos integrantes do Centro Popular de Direitos Humanos (CPDH), Thiago Rocha foi chamado às pressas em seu apartamento pelo porteiro. O casarão ocupado na Tamarineira por famílias que não tinham onde morar, dentre as quais à dele, de Ceará tinha sido invadido por seguranças privados dos antigos proprietários que haviam abandonado o imóvel há mais de 25 anos. Thiago, que na época nem OAB possuía ainda conseguiu conter os ânimos e procurar os direitos dos ocupantes. De pronto, o grupo do CPDH entrou com um pedido de Usucapião Coletivo e conseguiu manter as famílias tranquilas até que em 2015 a Prefeitura entrou com uma Ação de Interdição alegando instalações elétricas precárias. 

Desde então, uma rede se formou em torno das famílias, agregando também a Cooperativa Arquitetura, Urbanismo e Sociedade, para conseguir realizar as reformas necessárias para garantir a permanência das famílias. Como parte desse plano maior de reestruturação, recentemente um grande reforma foi realizada na rede elétrica do imóvel, numa perspectiva de primeiro realizar obras que salvaguardem as vidas dos moradores. Toda a verba foi arrecadada a partir de campanhas e a realização de eventos para levantar fundos. 

Agora, para dar prosseguimento às ações de recuperação estrutural do Casarão, o coletivo está organizando uma vaquinha virtual ( bit.ly/CasaraoTamarineira) para impermeabilizar a coberta do imóvel, garantindo a proteção dos moradores e moradoras contra infiltrações que prejudiquem a salubridade dos ambientes e a integridade física da coberta da casa. Chegou a hora de dar teto aos ocupantes!!